A nossa missão é acolher e escutar

Foi esta indagação, numa experiência de expressão de espiritualidade, onde tudo começa, e começa com o Projeto NEAPEM, que hoje é o Programa NEAPEM!

Quem cuida dos meus?

O INÍCIO

Era Agosto de 2006

Começando com o Programa NEAPEM

Tudo começa com o Projeto NEAPEM! O IIELLIM - Instituto Internacional Elim - surge porque o programa NEAPEM já tinha sido concebido.

Assim tudo começa com a indagação: 

quem cuida dos meus?

Esta indagação aconteceu quando o Pr. Frank Ribeiro, durante uma jornada de psicologia que falava sobre a necessidade do cuidado integral dos profissionais de saúde, nomeadamente, enfermeira(as), técnicos (as) e auxiliares de enfermagem, foi impactado por este questionamento ao seu coração!

Uma indagação que evoluiu para uma ação! A partir daí o Pr. Frank Ribeiro começou a pesquisar com dedicação vocacional e compromisso com o rigor acadêmico-científico.

formatura2
Eu e Sul

UMA HISTÓRIA EM CONSTRUÇÃO

a minuta do primeiro estatuto

Dia 29 de julho de 2011

Dia julho de 2011, o Pr. Frank Ribeiro e sua esposa,Suely Ribeiro realizaram a primeira ação formal para criação do IIELIM. Reuniram-se com o Pr. Wolmar Alcântara dos Santos, pastor e advogado, no seu escritório residencial situado à Av. Praia de Itamará, Qd B6, Lote 10, Vilas do Altântico, Lauro de Freitas-BA, para redação da minuta do Estatuto do Instituto Internacional Elim

Aos três de agosto de 2011, 19:45h, por meio presencial e remoto, como já prevê a Minuta do Estatuto do Instituto Internacional Elim, depois de reuniões ocorridas na cidade do Lauro de Freitas-BA, São Luís-MA, Paço do Lumiar-MA, Codó-MA, as pessoas interessadas, reuniram-se para leitura, discussão e recomendações para a próxima reunião de constituição do Instituto Internacional Elim. 

Os objetivos e finalidades do IIELIM estão amplamente definidos no seu atual estatuto.

I. 6 de setembro de 2011

— A Viagem para Porto, Portugal

Como o Pr. Frank Ribeiro já tinha sido aceito como aluno no mestrado em temas de psicologia da Universidade do Porto, e sua viagem já estava marca, como aconteceu, no dia 06 de setembro de 2011. A viagem foi via Madrid, chegando no em Lisboa no dia 07 de setembro; houve um grande atraso no voo Lisboa/Porto, chegando ao Porto as 22H00.

II. dia 08 de setembro de 2011

— As primeiras horas no Porto

O casal fica três dias no Hotel Ibis São João enquanto as primeiras providências são tomadas. A primeira delas foi fazer contato com o corretor de imóveis, que previamente já tinha agendado com ele quando o casal ainda estava no Brasil, depois de encontrar um T2 que ficou dentro das condições, a próximo passo foi ir à Casa do Cidadão providenciar dois documentos: o NIF (número de identificação fiscal, corresponde ao CPF brasileiro), e no mesmo local, um Nata Consta em terras portuguesas. Ainda na Casa de Cidadão, de posse do contrato de locação, já foi providenciado a transferência da água e luz para o nome do casal, respectivamente. Com estes documentos prontos, o próximo passo seria ir ao SEF - Serviço de Estrangeiros Fronteira - para providenciar o Autorização de Residência. Mas, antes era preciso organizar, minimamente, o apartamento. O casal tinha sete dias úteis para dar entrada no SEF.

III. A primeira morada

— Areosa - Freguesia de Paranhos - Porto

No Porto, o casal teve a primeira habitação na Areosa, uma zona pertencente à Freguesia de Paranhos; a habitação fica na Praça do Afonso Pinto Magalhães. Areosa já faz limite com o Rio Tinto. Já neste momento as aulas do Mestrado em Temas de Psicologia começariam em outubro, assim o mês de setembro foi para ajustar todos os detalhes que implicavam na chegado uma das grandes vantagens de está morando na Areosa foi a proximidade do Campo Universitário da Asprela, onde fica a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

IV. Segunda morada

— Argivai - Póvoa de Varzim

O casal estabeleceu como propósito do seu trabalho em Portugal, nomeadamente, no Porto, fazer a mais incursão com o olhar na perspectiva de analisar a dinâmica de uma ação missional, neste sentido, no contexto da pesquisa se realiza. Por isto, o casal foi morar em Póvoa de Varzim, precisamente na Freguesia de Arvigai.

IV. Terceira morada

— Rio Tinto - Gondomar

SEGUINDO como propósito do seu trabalho em Portugal, nomeadamente, no Porto, fazer a mais incursão com o olhar na perspectiva de analisar a dinâmica de uma ação missional, neste sentido, no contexto da pesquisa se realiza. Por isto, o casal foi morar em Gondomar, precisamente na Freguesia de Tio Tinto..

NOSSOS PARCEIROS

Faça a sua doação

Ajude-nos a conduzir esta grande obra

Rolar para cima
× Como podemos te ajudar?